Dilma vai a Porto Alegre nesta 4ª sob risco de vaia no Fórum Social

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de janeiro de 2012 as 12:13, por: cdb

Dilma vai a Porto Alegre nesta 4ª sob risco de vaia no Fórum Social Presidenta antecipa viagem e chega à cidade nesta quarta (25), para participar do Fórum Social Mundial Temático. Agenda completa ainda está sendo fechada, mas carros de som já convocam gaúchos para ato público nesta quinta (26). Sob risco de ser vaiada por descontentes com governo, Dilma centrará discurso na Rio+20 e no combate à miséria e à crise econômica global.

Da Redação

PORTO ALEGRE – A presidenta Dilma Rousseff chega na tarde desta quarta-feira (25) a Porto Alegre, onde participa no dia seguinte do Fórum Social Mundial Temático 2012. Ela antecipou a viagem (está em São Paulo para as comemorações do aniversário da cidade e decidiu ir direto à capital gaúcha sem passar por Brasília), mas os compromissos que cumprirá ainda estão sendo definidos pelos assessores presidenciais e o governo do Rio Grande do Sul.

Por enquanto, a única certeza é que Dilma estará em um ato público no início da noite desta quinta (26), em um ginásio. Na manhã desta quarta (25), carros de som percorrem as ruas de Porto Alegre convocando a população para o ato, embalados pelo jingle usado pela petista na campanha presidencial de 2010.

Nos bastidores do Fórum Social, existe o receio de que a presidenta seja vaiada no Gigantinho. O Fórum é um encontro que reúne militantes de visão política mais à esquerda e que consideram que o governo Dilma estaria mais ao centro do que gostariam.

Um assunto específico que representa uma ameaça de vaia a Dilma é a construção da usina hidrelétrica de Belo Monte, uma das maiores obras do governo federal na atualidade.

Toda viagem presidencial, porém, conta com uma equipe que prepara o terreno previamente e tenta, entre outras coisas, negociar com insatisfeitos para evitar constrangimentos desse tipo.

Mesmo no conjunto do eleitorado, independentemente da simpatia que nutre pelas causas levantadas no Fórum Social, Dilma não pode dizer que se sente politicamente à vontade em Porto Alegre. Na eleição de 2010, ela perdeu para o adversário José Serra (PSDB) nos dois turnos – 40% a 39% no primeiro; 55% a 44%, no segundo.

Apesar disso, porém, a presidente tem hoje, nas pesquisas de opinião, índices de aprovação superiores aos votos que obteve nas urnas, o que aponta uma mudança no humor dos eleitores que também pode ter se verificado nas ruas de Porto Alegre.

No discurso que fará no ato público, Dilma vai concentrar a fala na posição brasileira a ser defendida na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), cuja preparação está na pauta principal do Fórum; na política federal de erradicação da miséria; e nas ações do governo para tentar proteger o país dos efeitos da crise econômica global.