Diego é premiado no Morumbi

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de julho de 2003 as 10:15, por: cdb

O atacante Diego, do Santos, foi eleito por representantes da Nike o jogador mais criativo da decisão da Copa Toyota Libertadores 2003, realizada nesta quarta-feira, em São Paulo, e recebeu o troféu ‘Mago da Bola’, feito de bronze banhado a ouro 24 quilates. O jogador foi um dos destaques do time brasileiro no jogo final da competição, quando o Boca Juniors, da Argentina, venceu por 3 a 1 e conquistou o título da mais importante competição entre clubes da América do Sul pela quinta vez (77, 78, 00, 01 e 03).

Diego foi escolhido por representantes da Nike em razão do excelente futebol mostrado ao longo da competição e, especialmente, na partida final. A entrega do troféu foi realizada por MaryKate Buckley, vice-presidente da região das Américas da Nike.

– Agradeço esse prêmio, que sem dúvida é um grande incentivo para que eu continue tentando jogar melhor ainda e buscar a criatividade sempre – declarou o jovem jogador santista, de 18 anos.

Este foi o segundo ano da escolha do ‘Mago da Bola’, que em 2002 serviu para marcar o acordo firmado entre a Nike e a Conmebol, entidade maior do futebol sul-americano, em que ambas assinaram um contrato de uso de bolas da empresa para todos os campeonatos da confederação. A bola Geo Merlin Vapor Edição Especial Conmebol começou a ser usada no ano passado na primeira final da Taça Libertadores e a parceria tem o prazo de cinco anos.

O troféu ‘Mago da Bola’ foi desenhado por Luis Rueda, da Nike, e criado por Nano Lopez, escultor norte-americano que criou a estátua do jogador Ronaldo em bronze que fica na sede da Nike, em Beaverton, nos Estados Unidos. Em 2002, o vencedor do troféu Mago da Bola foi Somália, do São Caetano, vice-campeão da Copa Libertadores. A equipe campeã foi o Olímpia, do Paraguai.