Desistência de construção de metrô gera protestos em Higienópolis

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 14 de maio de 2011 as 13:40, por: cdb

Cerca de 300 pessoas fecharam a avenida Higienópolis neste sábado (14), em frente ao shopping Pátio Higienópolis, zona central da capital paulista, em protesto contra a desistência do governo de São Paulo de construir uma estação de metrô na avenida Angélica, a principal do bairro.O “Churrascão da Gente Diferenciada”, nome dado ao protesto por seus organizadores, mobiliza estudantes, moradores e integrantes de movimentos sociais, que levaram para a rua cerveja, batucada, frango, farofa e cartazes para protestar contra a decisão do governo.

O nome da manifestação surgiu após uma declaração de um morador de Higienópolis em entrevista à Folha de S.Paulo. “Eu não uso metrô e não usaria. Isso vai acabar com a tradição do bairro. Você já viu o tipo de gente que fica ao redor das estações do metrô? Drogados, mendigos, uma gente diferenciada…”

Participam também do protesto cicloativistas e integrantes do movimento “Passe Livre”, que luta contra o valor das tarifas de ônibus em São Paulo. Eles chegaram a incendiar uma catraca de papel para chamar a atenção das autoridades para o descaso em relação ao transporte público na capital paulista.

O promotor Maurício Ribeiro Lopes, que pediu investigação para saber qual o real motivo da desistência de se construir a estação no local, também está presente no ato. Segundo ele, é preciso saber se houve pressão de moradores ou se há uma razão técnica para a atitude.

Fonte: Uol

Comments are closed.