Desemprego na Europa atinge mais de 11% da população

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 30 de novembro de 2012 as 08:47, por: cdb

Na zona do euro são mais de 18 milhões de desempregados, número que representa 11,7% da força de trabalho, segundo divulgou nesta sexta-feira (30) o Instituo de Estatística da Europa (Eurostat).
As taxas de desemprego na Europa são “inaceitavelmente altas” e os governos agora “devem adotar as medidas acordadas em julho para deixar o mercado mais dinâmico”, afirmou o porta-voz do Comissário do Trabalho, Nonaghan Todd. 

Na Itália, a taxa de desemprego no país ultrapassou os 11% e se tornou a taxa mensal mais alta desde janeiro de 2004. No total são 2,8 milhões de pessoas desempregadas, segundo informa o Instituto de Estatísticas da Itália (Istat).

A taxa de desocupação entre os jovens é de 36,5% a mais alta do levantamento. Entre os jovens, entre 15 e 24 anos, 639 mil pessoas estão a procura de emprego.

Na comparação com o mês de setembro, o número de desempregados aumentou em 3,3%, cerca de 95 mil pessoas. Já na comparação anual o aumento foi de 644 mil pessoas, um crescimento de 28,9%.

Também foi registrado um grande número de trabalhadores part time, que não trabalham em período integral. São cerca de 3,8 milhões de empregados que trabalham nesse regime. Segundo a pesquisa, 58% é involuntário, ou seja, aceitaram o meio período por falta de emprego pleno.

Em outubro, foram registrados 22,9 milhões de pessoas empregadas regularmente e se manteve com pouca variação comparado com um ano antes, com aumento de 0,1%.

Fonte: Ansa 

 

..