Desemprego aumenta na Alemanha e pessimismo cresce na Europa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 7 de agosto de 2001 as 12:51, por: cdb

O desemprego na Alemanha cresceu no mês passado e a produção industrial caiu em junho, segundo dados divulgados nesta terça-feira. Embora melhores do que o esperado, os números aumentaram o pessimismo em relação às perspectivas para a maior economia da Europa.

O Departamento Federal do Trabalho alemão informou que o número de desempregados aumentou em 11.000, para 3,864 milhões de pessoas, em julho, o sétimo mês consecutivo de alta. Ao mesmo tempo, o Ministério das Finanças disse que a produção industrial caiu 0,4 por cento, de acordo com dados preliminares.

Tanto o incremento no desemprego quanto o declínio na produção foram menos severos do que previsto por analistas, que esperavam em média uma alta de 20.000 pessoas desempregadas e um recuo de 0,7 por cento na produção, segundo pesquisa conduzida pela Reuters.

Mas qualquer elemento positivo nos dados foram descartados, uma vez que a queda nas encomendas à indústria em junho, divulgada na segunda-feira, e uma série de índices fracos de confiança apontam que não haverá uma recuperação no curto prazo na economia.

“Espero um número ruim para o PIB (Produto Interno Bruto) nas próximas semanas, em torno de uma queda de 0,2 ou 0,3 ponto percentual no segundo trimestre baseado nestes números”, disse Nigel Anderson, economista do RBS Financial Markets.