Desemprego atinge 10,7% em janeiro na zona do euro; na Espanha, chega a 23,3%

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 1 de março de 2012 as 14:26, por: cdb

Desemprego atinge 10,7% em janeiro na zona do euro; na Espanha, chega a 23,3%Os dados do Eurostat, o órgão oficial de estatísticas europeu, foram divulgados nesta quinta-feira (1). Estima-se que 16,9 milhões de pessoas estavam dezempregadas na zona do euro em janeiro – 1,2 milhões a mais do que doze meses atrás. Na quarta (29), o anúncio de deflação de 0,8% na zona do euro em janeiro foi mais um sinal sobre a gravidade da crise econômica.

Da Redação

São Paulo – O desemprego na zona do euro ficou praticamente estável em janeiro, em 10,7%, ante os 10,6% registrados em dezembro – um sinal de que as medidas tomadas pela Comissão Européia e os governos nacionais mantêm a estagnação das economias. Há um ano, a taxa era de 10%.

Os dados do Eurostat, o órgão oficial de estatísticas europeu, foram divulgados nesta quinta-feira (1). Estima-se que 16,9 milhões de pessoas estavam dezempregadas na zona do euro em janeiro – 1,2 milhões a mais do que doze meses atrás.

Quem mais sofre com o dezemprego são os espanhóis, que convivem com um índice de 23,3%, seguindos por gregos (19,9%), irlandeses e portugueses (ambos com 14,8%). A desocupação é menor entre austríacos (4%) e holandeses (5%).

O Eurostat também divulgou nesta quinta-feira uma estimativa para a inflação anualizada na União Européia em fevereiro. A alta de preços, estimada em 2,7%, deve ser levemente superior ao apurado em janeiro, de 2,6%.

Na quarta-feira (29), o anúncio de deflação de 0,8% na zona do euro em janeiro foi mais um sinal sobre a gravidade da crise econômica. Na União Européia como um todo, a deflação foi de 0,6%, provando que a crise supera as fronteiras da moeda única.

Fotos: Arquivo