Derrubada de avião turco foi ato de defesa, afirma a Síria

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 25 de junho de 2012 as 11:00, por: cdb

O governo sírio afirmou hoje (25) que a derrubada do avião F4 turco que violou seu espaço aéreo no última sexta-feira (22) foi um ato soberano de defesa.

Sírios derrubam F4 turco que invadiu seu espaço aéreo

Um porta-voz do Ministério de Assuntos Exteriores e Migração assegurou, em entrevista coletiva, que o avião turco entrou no espaço aéreo sírio por mais de cinco quilômetros, fato reconhecido incialmente inclusive pelo governo de Ancara.

O porta-voz sírio disse também que seu governo apoiou as operações de busca iniciadas pelas autoridades turcas e solicitou a elas a formação de uma comissão militar para investigar os acontecimentos, não obtendo resposta de Ancara a este respeito.

Na sexta-feira pela manhã os radares sírios detectaram um “objeto não identificado” que penetrou em seu espaço aéreo em alta velocidade e baixa altitude; imediatamente a defesa aérea recebeu ordens para abrir fogo. O avião caiu no mar, em águas territoriais sírias, a 10 km da costa, perto da aldeia de Umm Tuyu, província do Latakia, disse um porta-voz do exército.

Mais tarde, o governo turco mudou sua versão e passou a negar a invasão do país vizinho. E levou o caso a uma reunião da OTAN, na qual pretendem mostrar que seu avião foi abatido sem advertência, quando voava em espaço aéreo internacional.

O incidente eleva a tensão entre os dois países, e vários governos ocidentais (entre eles EUA e França) consideraram o acontecimento como um fato grave e inaceitável, aumentando as pressões sobre o governo sírio.

Com informações da Prensa Latina e agências

 

..