Deputados se reúnem para discutir internacionalização da Amazônia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 18 de maio de 2006 as 11:12, por: cdb

Deputados estaduais do país inteiro reuniram-se nesta quinta-feira, em Manaus, na 10ª Conferência Nacional dos Legislativos Estaduais, aberta oficialmente na noite desta quarta-feira, no Teatro Amazonas. O encontro servirá como fórum de discussão acerca da soberania do Brasil sobre a Amazônia.

Além disso, os parlamentares participam da assembléia anual da União Nacional dos Legislativos Estaduais (Unale), onde será eleita a nova presidência da entidade. Para o presidente da Unale, deputado José Távora (RJ), a internacionalização da amazônia é evidente e exige novas ações do Poder Executivo federal.

 nesta sexta-feira, último dia da conferência, os parlamentares pretendem entregar um documento aos pré-candidatos à Presidência da República com propostas de como enfrentar esse problema.

De acordo com Távora, de todos os pré-candidatos convidados para participar do evento, apenas Geraldo Alckmin (PSDB) e Heloísa Helena (PSOL) confirmaram presença.

– Vamos debater a questão e elaborar a Carta Manaus, para que os candidatos se posicionem sobre ela. Mesmo os que não estarão aqui a receberão – ressaltou.

O governador do Amazonas, Eduardo Braga, defendeu a urgência de uma relação menos egoísta entre as regiões do Brasil.

– É preciso uma compreensão nacional dos problemas brasileiros. As regiões mais ricas precisam compreender a necessidade de desenvolvimento das regiões mais pobres e essas devem entender as dificuldades que as regiões mais ricas ainda têm nos seus grotões de pobreza – argumentou.

Para Braga, a conferência é o fórum adequado para aprofundar esse debate, “um espaço para trocar experiências entre aqueles que legislam em nível das unidades federadas”.

O prefeito de Manaus, Serafim Corrêa, lembrou que dar mais qualidade às leis estaduais ajuda a quebrar o ciclo histórico de políticas públicas federais não adequadas à realidade amazônica.

– A Amazônia não é um problema para o Brasil, é uma solução. Nós não queremos ser os pedintes da República; queremos ser os cidadãos.

A Unale foi criada em maio de 1996, por iniciativa das 26 assembléias legislativas estaduais do país e pela antiga União Parlamentar Interestadual. O deputado Liberman Moreno (AM), atual vice-presidente da entidade, encabeça a chapa única que concorre à eleição, que deve terminar ainda nesta quinta-feira.

Depois da votação, está programada uma palestra sobre a situação indígena e fundiária de Roraima. O debate sobre internacionalização da Amazônia também acontecerá nesta quinta-feira.