Deputados protocolam processo contra Bolsonaro por suposto racismo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 29 de março de 2011 as 17:46, por: cdb

Deputados protocolaram há pouco representação para que o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) seja investigado pela Corregedoria da Câmara por quebra de decoro parlamentar por comentários supostamente racistas feitos por Bolsonaro ao programa CQC, da Rede Bandeirantes, exibido ontem (28).

A representação, assinada por 20 deputados, pede ainda que Bolsonaro seja destituído da Comissão de Direitos Humanos e Minorias pelo seu partido, o PP. “Não cabe uma pessoa que não defenda esses direitos atuar em uma comissão voltada para esse fim”, disse a deputada Manuela D’ávila (PCdoB-RS), presidente da comissão.

“Desta vez, Bolsonaro caiu na própria armadilha ao fazer declarações racistas. Se antes ele podia injuriar as mulheres, os homossexuais e outras minorias impunemente, agora ele cometeu um crime previsto pela Constituição”, disse o deputado Jean Wyllys (Psol-RJ), um dos signatários do documento.

A representação também será encaminhada ao Ministério Público, à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, entre outros.

Mais cedo, Bolsonaro disse que entraria com uma representação contra si mesmo para ter o direito de ser ouvido pelo Conselho de Ética da Câmara.

Íntegra da proposta:PL-5003/2001Reportagem – Carol Siqueira
Edição – Regina Céli Assumpção