Depoimentos da CPI das Sanguessugas pode acontecer depois das eleições

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 12 de outubro de 2006 as 18:33, por: cdb

Os depoimentos da CPI das Sanguessugas devem acontecer, somente, depois do segundo turno. A decisão está sendo negociada entre os integrantes da CPI que estão buscando um acordo para acabar com a crise instalada entre governistas e oposição após o primeiro turno das eleições presidenciais.

Dessa forma, seriam analisados apenas o inquérito e o relatório da Polícia Federal sobre a compra por petistas do dossiê da máfia dos sanguessugas contra políticos do PSDB. Em cima disso, a CPI prepararia um plano de trabalho para ser executado após o segundo turno. A proposta será apresentada pelo deputado Fernando Gabeira (PV-RJ) na reunião marcada para a próxima terça-feira.

O objetivo é evitar que a CPI continue fracassando na tentativa de realizar reuniões administrativas depois que governo e oposição vêm travando na comissão um duelo em torno do caso do dossiê.

Para Gabeira, o acordo seria necessário para que a CPI não jogue no lixo as próximas duas semanas antes do segundo turno.

– Vamos tentar garantir uma trégua. Não pode haver disputa eleitoral, mas também não pode existir passividade. Seria um jeito de fazer a CPI trabalhar -, explica Gabeira, da cúpula da CPI e do grupo de oposição ao governo.

– É uma proposta conciliatória -, ressalta o senador que não descarta a possibilidade do ex-presidente nacional do PT ser convocado para a reunião na próxima semana.