Departamento jurídico do Santos tem que resolver eleições até a próxima sexta

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 13 de novembro de 2003 as 00:47, por: cdb

O departamento jurídico espera resolver o imbróglio envolvendo as eleições presidenciais do clube até a próxima terça-feira. No final da semana, será protocolado um agravo de instrumento para tentar anular a liminar obtida pela Associação Resgate, que cancela a reunião do Conselho Deliberativo que aprovou a reforma dos estatutos santistas. Pelas novas regras, Marcelo Teixeira pode concorrer a mais um mandato.

– Tenho quase certeza de que as eleições vão acontecer dentro da maior tranqüilidade – garantiu o diretor jurídico Mário Mello, em entrevista à rádio Cultura de Santos.

Ele disse que já esperava a reação oposicionista para impedir que Teixeira continue no poder e jurou que a atual administração vai conseguir manter as mudanças nos estatutos.

– Nós não fomos surpreendidos (pela liminar da Resgate), mas essa decisão não passa de terça-feira. Em Direito, ninguém é dono da verdade e estamos buscando o efeito suspensivo – declarou Mello.

O diretor jurídico lembrou que a ação a ser tomada pelo clube é a mesma que já teve sucesso há algumas semanas, quando foi conseguida a suspensão de outra liminar concedida à oposição.