Dengue hemorrágica pode ser causa da morte de uma criança no Paraná

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 10 de março de 2003 as 19:00, por: cdb

A Secretaria da Saúde do Paraná investiga, em sua regional de Londrina, a morte de uma criança de 9 anos. A menina pode ter morrido em consequência da dengue hemorrágica. A região de Londrina é o principal foco de ocorrências de dengue no Estado.

Desde o início de janeiro já foram registrados 635 casos confirmados de dengue em 3 mil notificações, segundo Ângela Pacheco, chefe do setor de Epidemiologia da Regional de Saúde de Londrina.

Três casos de dengue hemorrágica foram confirmados na semana passada em São José do Rio Preto (SP).

De acordo com o coordenador da Vigilância Epidemiológica na cidade, Eduardo Marques Lázaro, as três pessoas já deixaram o hospital e estão bem.

Até sexta-feira, haviam sido confirmados 119 casos de dengue em São José do Rio Preto neste ano, de acordo com a Vigilância Epidemiológica. Foram notificados 718 casos nesse período.

No Ceará, apenas na primeira semana de março, o número de casos de dengue tipo 3 mais que dobrou em relação às notificações dos dois primeiros meses do ano.

Dos dez casos notificados até o dia 28 de fevereiro, houve um salto para 24 casos, no relatório divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado no último dia 7.

O vírus tipo 3, uma variação grave da dengue, apareceu no Ceará pela primeira vez no ano passado.

O número de casos de dengue hemorrágica também aumentou, em relação a 2002. Nos primeiros dois meses do ano passado, foram notificados 12 casos da doença. Neste ano, o número está em 30 casos, com duas mortes no interior do Estado.