Delegado diz que dinheiro não saiu do PT

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 19 de outubro de 2006 as 19:30, por: cdb

O vice-presidente da CPI das Sanguessugas, deputado Raul Jungmann (PPS-PE), disse ter confirmado, nesta quinta-feira, com o delegado Diógenes Curado, responsável pelas investigações do dossiê antitucano, que o dinheiro que seria usado para comprar o dossiê passou por bancas do jogo do bicho, mas negou que tenha saído do PT.

Segundo o deputado, o delegado teria dito que ficou claro que membros do PT transportaram o dinheiro, mas não há ainda informações que indiquem que os recursos -R$ 1,75 milhão-tenham saído dos cofres do partido.

– Fica evidente, e isso é claro em todos os autos, que membros do PT manusearam o dinheiro, transportaram o dinheiro, inclusive em vídeo. Mas é bom esclarecer que o delegado diz que o dinheiro não necessariamente vinha do PT -, disse Jungmann, que conversou com Curado.

O deputado disse ainda que não restam dúvidas de que parte do dinheiro viria do jogo do bicho, mas disse que “pela situação em que se encontra a investigação”, o delegado responsável prefere manter sigilo.

Ainda segundo Jungmann, é possível que a PF chegue à identificação da origem do dinheiro antes do segundo turno das eleições. Diógenes Curado deve encaminhar à Justiça de Mato Grosso um relatório parcial sobre as investigações do dossiê. A CPI deve solicitar à Justiça uma cópia do documento.