Delegado da PF é condenado por tráfico de drogas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 12 de janeiro de 2005 as 21:35, por: cdb

O delegado da Polícia Federal, em Ribeirão Preto, a 310 quilômetros de São Paulo, Wilson Perpétuo, foi condenado a seis anos e oito meses de prisão por tráfico de drogas, além de ter que pagar multa de R$ 5,2 mil e perder o cargo. A condenação foi do juiz da 4ª Vara Federal, em Ribeirão, Augusto Martinez Peres. Perpétuo está preso desde 23 de junho de 2003, quando foi desencadeada a Operação Lince, que investiga adulteração de combustível e roubo e receptação de cargas. Durante os mandados de busca e apreensão foram encontradas porções de drogas na sala de Perpétuo, na sede da PF.

Ele argumentou que as porções eram usadas em palestras. Perpétuo está na carceragem da PF, em Brasília, assim como outros delegados, agentes federais e acusados de roubo de cargas. Os depoimentos foram sigilosos e poucas informações foram divulgadas.