Defesa de Jaqueline questiona processo no Conselho de Ética

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 29 de março de 2011 as 15:16, por: cdb

O advogado da deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF), Eduardo Alckmin, entregou hoje a defesa da deputada ao Conselho de Ética. No documento, ele não trata da denúncia de suposto recebimento de dinheiro ilícito, e argumenta apenas que o colegiado não poderia ter recebido a representação já que o fato ocorreu antes do início do mandato na Câmara.

Jaqueline foi filmada recebendo dinheiro de Durval Barbosa, que coordenou o esquema conhecido como mensalão do DEM. O vídeo é de 2006, quando ela era candidata a deputada distrital.

Hoje, o advogado também recebeu a notificação oficial do processo, em nome de Jaqueline. Com isso, começa a correr o prazo de cinco sessões ordinárias para a defesa da deputada. Alckmin adiantou que, nesse período, pretende apresentar outra peça de defesa sobre o aditivo do Psol à representação, que trata da denúncia de uso irregular de verbas indenizatórias da Câmara.

Segundo o advogado, Jaqueline utilizou os recursos para pagar o condomínio da sala de propriedade do marido da deputada, Manoel Neto, e não o aluguel, como foi noticiado pela imprensa. Para Alckmin, a utilização é “legítima” porque teria sido uma despesa decorrente do exercício do mandato.

Reportagem – Carolina Pompeu
Edição – Daniella Cronemberger