CSN lucra R$ 733 milhões de janeiro a setembro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 13 de novembro de 2003 as 14:32, por: cdb

A Companhia Siderúrgica Nacional obteve lucro líquido de R$ 733 milhões de janeiro a setembro, o que corresponde a R$10,22 por lote de mil ações. De acordo com informações da empresa, a partir desse lucro a companhia conseguiu reverter o prejuízo de cerca de R$ 500 milhões registrado em 2002, apresentando acréscimo de R$ 1,3 bilhão quando comparado ao mesmo período do ano passado.

A geração de caixa, ou EBITDA (lucro bruto menos despesas de vendas, despesas gerais e administrativas, mais depreciação e exaustão), alcançou R$ 2,2 bilhões. O EBITDA consolidado totalizou R$2,3 bilhões, com margem de 46%, ultrapassando o valor alcançado em todo o ano anterior. Quando comparado ao mesmo período do ano anterior, o crescimento registrado foi de 58%, com margem sobre a receita líquida de 48%.

Na avaliação do presidente da companhia, Benjamin Steinbruch, o resultado líquido mostrou recuperação acima de R$1 bilhão e reafirma a CSN como uma das siderúrgicas mais eficientes do mundo.

A produção de aço bruto da CSN no período janeiro/setembro somou quatro milhões de toneladas, enquanto a de laminados registrou 3,5 milhões de toneladas, o que mostra acréscimo de 5% no volume produzido de aço bruto em relação ao mesmo período do ano passado. Até setembro, o mercado doméstico representou 62% do destino das vendas, contra 69% no acumulado janeiro/setembro de 2002. A receita líquida atingiu R$ 4,5 bilhões, superior em R$ 1,4 bilhão ao valor observado no mesmo período do ano passado.