Cruzeiro x Santos: O Mineirão vai ficar pequeno

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 19 de setembro de 2003 as 19:08, por: cdb

O Campeonato Brasileiro de pontos corridos foi muito criticado pela falta de jogos decisivos. Mas qualquer tipo de reclamação para a rodada deste sábado é injustiça. Afinal, o estádio do Mineirão vai receber o esperado confronto entre Cruzeiro e Santos, os dois melhores times do Brasil e os atuais líderes da competição, com 58 pontos.

Além disso, a expectativa é de um Mineirão lotado, com a presença de cerca de 75 mil torcedores. Para completar, o público vai poder acompanhar o confronto entre dois craques, Alex e Diego, que disputam até uma vaga no meio-de-campo da Seleção Brasileira. Por isso, atrativos não vão faltar em campo.

Mesmo assim, o Santos evita em classificar o confronto contra o Cruzeiro como uma final antecipada. “Se pensarmos que ainda restam 16 rodadas para o final da competição, não podemos achar que a partida é decisiva. Mas se pensarmos que são os dois líderes facilita, mas não resolve”, afirmou o técnico Emerson Leão.

Misterioso, o Peixe ainda não tem a escalação definida e o substituto do lateral-direito Reginaldo Araújo, suspenso. Leão não fala nem o esquema que será adotado, com três zagueiros ou o tradicional 4-4-2. O lateral Neném e o zagueiro Pereira brigam por uma chance no atual campeão brasileiro.

No Cruzeiro, as coisas estão mais claras. O técnico Vanderlei Luxemburgo implantou apenas uma formação durante a semana. Assim, o time mineiro deve ter um meio-de-campo composto por Augusto Recife, Maldonado, Wendell e Alex.

Sabendo da qualidade do adversário, o Cruzeiro acredita que o jogo pode ser definido nos pequenos detalhes. Por isso, Luxemburgo trabalhou muito durante a semana uma das maiores virtudes do adversário, as bolas aéreas. “A nossa expectativa é que o Cruzeiro tenha menos erros e saia com uma vitória”, afirmou Alex.

CRUZEIRO x SANTOS

Data: 20/09/2003 (sábado)
Horário: 16 horas
Local: Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa/PR)
Assistentes: Roberto Braatz (PR) e Rogério Carlos Rolim (PR)

Cruzeiro
Gomes; Maurinho, Cris, Thiago e Leandro; Recife, Maldonado, Wendell e Alex; Aristizábal e Márcio
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Santos
Fábio Costa; Neném (Pereira), André Luís, Alex e Léo; Daniel, Renato, Elano e Diego; Robinho e William
Técnico: Emerson Leão.