Cristovam quer a educação nos moldes da européia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 22 de setembro de 2003 as 13:16, por: cdb

A educação e a troca de experiências com países considerados exemplos integram a temática do Seminário Internacional de Educação, Ciência e Tecnologia como Estratégias de Desenvolvimento que está sendo realizado hoje em Brasília e do qual participa o ministro da Educação, Cristovam Buarque.

O ministro lembrou que há 30 anos os países que estão participando dessa discussão (Finlândia, Irlanda, Espanha, Córeia do Sul, Inglaterra e Malásia) tinham índices de educação iguais ou piores que o Brasil. Hoje, porém, são considerados exemplos mundiais.

Segundo Cristovam, é preciso trabalhar para que quando as crianças de hoje tiverem maiores a educação brasileira seja igual à européia. “Mas o País precisará de 20, 30 anos para dar o grande salto”, acrescentou.
Participam ainda do semiário o ministro Luiz Gushiken (Secretaria de Comunicação de Governo) e o senador Aloízio Mercadante (PT-SP).