Cristovam elogia o Catar pela criação de prêmio internacional para área da educação 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 21 de março de 2011 as 14:05, por: cdb

Se o Brasil pode ser exemplo para os países árabes no que diz respeito à democracia, como sugeriu o presidente Barack Obama, o Catar pode servir como modelo ao governo brasileiro sobre como utilizar os recursos obtidos com as riquezas do petróleo. A tese foi defendida pelo senador Cristovam Buarque (PDT-DF) ao cumprimentar aquele emirado do Oriente Médio pelo lançamento de um prêmio de US$ 500 mil que será oferecido anualmente ao autor individual ou grupo que elaborar o melhor projeto ou política que sirva como modelo para a educação em escala mundial.

– Um pequeno país, como o Catar, está oferecendo para nós um importante exemplo nesse esforço de transformar um recurso natural esgotável em um recurso inesgotável permanente, a inteligência humana. Ao final de 2011 poderemos dar os parabéns ao primeiro vencedor do prêmio Wise International Award on Education. Enquanto isso não acontece, devemos cumprimentar o governo do Catar – afirmou Cristovam Buarque.

Segundo o senador pelo Distrito Federal, uma das vantagens do prêmio instituído pela Qatar Foundation, dirigida pela sheika Mozah Bint Nasser al-Missned, é ele ser aberto para todos os países do mundo. Cristovam opinou que a ideia é não limitar a educação a um ou outro país: ou se educa os países como um todo ou não se obtém os resultados esperados.

Cristovam Buarque registrou que as massas excluídas dos países que não recebem investimentos em educação tendem a migrar na direção dos países desenvolvidos, que obtiveram avanço econômico graças “às revoluções educacionais do passado”. Seria o caso da constante migração para os Estados Unidos e grandes nações da Europa.

Roberto Homem / Agência Senado