Cristovam: ‘Brasil é prisioneiro do imediatismo das eleições’ 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 as 17:18, por: cdb

O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) afirmou nesta terça-feira (28) que o país é refém do imediatismo das eleições e os poucos projetos de longo prazo existentes são apenas sonhos, sem a base para que se concretizem um dia. Segundo o senador, à época do regime militar faltava o diálogo político, mas, atualmente, falta o diálogo entre o presente e o futuro.

– O regime militar teve projetos de longo prazo e preparava as bases de uma maneira estratégica para que, quando chegasse a hora, essa base pudesse dar a sustentação ao projeto lá no futuro, quando ele começasse a funcionar.

Como exemplo, citou o projeto do complexo portuário de Suape, em Pernambuco. O senador afirmou que, apesar de o projeto ter sido feito para o futuro, não se formou a mão de obra necessária para o seu desenvolvimento. Os trabalhadores têm de vir de outros estados, o que aumenta os custos.

Cristovam também criticou o volume de investimentos em obras para a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016, que, na sua opinião não terá resultados no futuro.O programa Bolsa Família, segundo o senador, também não dialoga com o longo prazo, já que, apesar de contribuir para a erradicação da fome, não prevê medidas para que a necessidade acabe futuramente.

– O Bolsa Família seria um diálogo entre o presente e o futuro se a gente desse a renda hoje e desse a escola de qualidade para que essas pessoas fossem educadas. A base para que os projetos do futuro deem certo chama-se educação de base hoje – afirmou.  

Antártica

Presidente da Frente Parlamentar de Apoio ao Programa Antártico Brasileiro – (Proantar), o senador lamentou oacidente que destruiu grande parte da base brasileira na Antártica, causando a morte de dois militares. Cristovam informou que a frente se reunirá na quarta-feira (28), na Comissão de Relações Exteriores e Defesa nacional (CRE) para ouvir as autoridades da Marinha e do Ministério da Defesa sobre o acidente.

Da Redação / Agência Senado