Cristina Kirchner reafirma vontade de transformar a Argentina

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 as 03:38, por: cdb

A presidente da Argentina, Cristina Kirchner, confirmou nesta segunda-feira (27) sua decisão de continuar avançando no processo de transformação da Argentina e pediu a seus compatriotas que defendam o Estado e colaborem ativamente em seu fortalecimento.
Ao intervir no ato pelos 200 anos do primeiro içamento da bandeira nacional na cidade de Rosário, a cerca de 305 quilômetros a noroeste desta capital, Fernández indicou que neste caminho as grandes bandeiras devem ser a justiça, equidade e igualdade.

A mandatária pediu aos 40 milhões de argentinos que “olhem ao redor” e enfatizou que nos últimos oito anos foram conquistadas coisas que muito poucos países podem alcançar.

Ela admitiu, contudo, que ainda falta muito a fazer em setores chaves da economia, como o energético.

Cristina aludiu igualmente ao trágico acidente ocorrido na semana passada em uma estação ferroviária de Buenos Aires que provocou a morte de 51 pessoas e deixou mais de 700 feridas.

Nesse sentido, ela alertou que tomará as “decisões que sejam necessárias assim que a justiça decida” e pediu encarecidamente que as perícias não durem mais de 15 dias.

Há 40 milhões de argentinos que necessitam saber o que aconteceu e quem é o responsável, sublinhou a mandatária antes de enfatizar: “Não esperem de mim atos demagógicos nem simplistas”.

A disputa com o Reino Unido pela soberania sobre as Ilhas Malvinas foi outro dos temas abordados por Cristina.

Para vergonha do mundo, subsistem ainda 16 enclaves coloniais um dos quais são as Malvinas, manifestou a chefe de Estado. Para ela, trata-se não só de defender a integridade territorial da Argentina, mas também seus recursos naturais.

Esta – sublinhou – já é uma causa regional e global que vamos impulsionar em cada foro internacional, sempre respeitando o direito internacional, disse.

Prensa Latina

 

..