Crise no Ocidente está ligada a ‘preguiça’, diz vice-premier

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 6 de outubro de 2003 as 21:34, por: cdb

O vice-primeiro-ministro da Letônia, Ainars Slesers, disse nesta segunda-feira que seu país vai alcançar o ritmo de desenvolvimento do resto da Europa em apenas uma dé cada, apesar de ser o mais pobre dos novos membros da União Européia. Ele atribuiu a desaceleração econômica dos países ocidentais à “preguiça de seus trabalhadores”.

– Vejo a Letônia como uma Hong Kong da Europa, entre a União Européia e a CEI (comunidade de países que formavam a extinta União Soviética) – disse Slesers durante a reuniao do Fórum de Desenvolvimento Báltico, em Riga. 

– Vi alguns dos problemas em países mais ricos da Europa onde as pessoas querem trabalhar menos e ganhar mais. Esses países têm sérios problemas com suas estruturas sociais – completou.