Crianças expostas a felinos são mais suscetíveis a alergias

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 22 de maio de 2006 as 20:30, por: cdb

Crianças expostas a gatos logo após o nascimento têm um risco maior de desenvolver eczema, na forma alérgica da doença, segundo um estudo apresentado neste domingo na Conferência Internacional da Sociedade Torácica Americana. Porém o mesmo estudo, realizado na Universidade do Arizona, indica que a exposição a dois ou mais cachorros em casa produz um ligeiro efeito de proteção contra o problema.

O eczema, normalmente causado como reação alérgica, provoca coceira e escamações na pele.
Especialistas em eczema dizem que ainda é cedo para tirar conclusões definitivas sobre o estudo e dizem que os pais não deveriam tirar os animais de casa, porque as crianças poderiam mais tarde desenvolver alergias ao serem novamente expostas ao pêlo animal.

Acompanhamento

O estudo norte-americano acompanhou 486 crianças desde o nascimento e perguntou aos pais quantos gatos e cachorros tinham em casa quando a criança nasceu. Eles então as acompanharam por até um ano para ver se as crianças haviam desenvolvido eczema. Das 134 crianças que tinham gatos em casa, 27% tiveram eczema até a idade de um ano, comparado com 17,8% das 286 crianças que não tinham gatos em casa.

Mas das 76 crianças que tinham dois ou mais cachorros em casa, só 13,2% tiveram eczema, comparado a 22% entre as que não tinham ao menos dois cães.

– Outros estudos indicaram que ter gatos ou cachorros em casa parecia proteger contra doenças alérgicas, então esperávamos obter resultados semelhantes. Os animais domésticos são uma fonte de um composto chamado endotoxina, e se uma criança é exposta à endotoxina no início da vida, seu sistema imunológico pode ser poupado de desenvolver um perfil alérgico – disse a pesquisadora Esmeralda Morales, que conduziu o estudo.
.
Segundo ela, os resultados da pesquisa levantam novas questões sobre a relação entre os animais domésticos e alergias e asma.

– Como já existem muitos dados contraditórios por aí, este é claramente um tema que pede mais pesquisas – disse.

Cuidado

Para a dermatologista Sue Lewis-Jones, porta-voz da British Skin Foundation, o estudo é interessante, mas ainda é cedo para tirar conclusões a partir dele.

– Deveríamos ter cuidado sobre retirar animais domésticos do ambiente de casa, porque as crianças que são atualmente tolerantes aos pelos dos animais podem desenvolver uma alergia quando forem novamente expostas a eles posteriormente – disse ela.

Ela acrescenta ainda que retirar forçosamente um animal doméstico de casa poderia ter um impacto emocional na criança que pode por si só piorar o quadro de eczema. A alergia a gatos é a alergia a animais domésticos mais comum, afetando até 40% das pessoas com asma. Ela é provocada por uma pequena proteína presente em flocos da pele e na saliva dos gatos e que é depositada nos pelos quando os animais se lambem.

A proteína pode provocar uma reação alérgica em minutos quando é aspirada pela pessoa que sofre de alergia. Os sintomas normalmente incluem coceira nos olhos, espirros, asma e erupções na pele típicas do eczema.