Crianças do Interlagos são atendidas em nova sede do Viva Vida

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 1 de março de 2012 as 16:31, por: cdb

Crianças do Interlagos são atendidas em nova sede do Viva Vida

Escrito por n. comQui, 01 de Março de 2012 19:11

Barbosa Neto e Jaqueline Micali entregaram sede que teve sua estrutura pintada e reformada

O prefeito Barbosa Neto e a secretária Municipal de Assistência Social, Jaqcueline Micali, entregaram, ontem (dia 29), a unidade do programa Viva Vida do jardim Interlagos, região leste, totalmente reformada e melhorada.

A sede do jardim Interlagos teve sua estrutura pintada e reformada. O total do investimento foi de R$ 72 mil. No local, foram colocados alambrado no muro; telas novas nas janelas da cozinha; coifa na cozinha; todo o pátio foi calçado; os vidros quebrados foram trocados; placa de identificação; ventiladores consertados; troca de todo o sistema elétrico; banheiros adaptados às crianças, entre outras melhorias.

Além do prefeito Barbosa Neto e da Secretária Jacqueline, a solenidade de entrega, realizada no final da tarde de ontem, teve a participação da presidente do Provopar, Mildred Galvão Bueno; a coordenadora Ana Lúcia Conde; a coordenadora sede, Rosa Maria Landgraf, e toda equipe do Provopar, como pais e as crianças participantes do projeto.

O prefeito, em seu discurso, lembrou de algumas realizações da administração na região leste, como a reforma e ampliação do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Durvalina Pereira Oliveira de Assis, no jardim Marabá, e da Construção da Unidade Básica de Saúde da Vila Ricardo.

A sede do Viva Vida, no jardim Interlagos, fica na rua das Ameixeiras, 421, e atende cerca de 140 crianças e adolescentes, de 6 a 14 anos, em situação de vulnerabilidade social. Elas participam de atividades como artes, danças, artesanatos e capoeira.

O projeto Viva Vida é um serviço de convivência e fortalecimento de vínculos da Secretaria Municipal de Assistência Social, em parceria com o Provopar, para atender, especificamente, crianças e adolescentes. Londrina tem 15 unidades do projeto Viva Vida, que atendem, atualmente, 1.600 crianças e adolescentes, descentralizadas nos bairros periféricos e distritos rurais de maior demanda na área.

Fotos: Luiz Jacobs