Crianças do Complexo do Alemão recebem presentes de Natal

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 22 de dezembro de 2010 as 11:35, por: cdb

Rio de Janeiro – Cerca de 10 mil presentes foram distribuídos hoje (22) a crianças do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio. A iniciativa foi coordenada pela organização não governamental AfroReggae, com o apoio do Banco Santander. Essa foi a última ação de natal do AfroReggae no Complexo do Alemão.

Desde o último dia 13, várias iniciativas haviam sido desenvolvidas no conjunto de favelas, que foi ocupado pela polícia e pelo Exército no fim de novembro. Entre as atividades realizadas pela ONG no período estão a distribuição de enfeites natalinos para as portas das casas, a realização de oficinas de reciclagem com  tema natalino para os alunos e a inauguração de uma árvore de 20 metros, montada no Morro do Adeus, uma das favelas do complexo.

“Quanto mais a gente mobilizar esses brinquedos e resgatar o espírito natalino para a criança melhor, porque na verdade as crianças viam as festas do Complexo do Alemão serem realizadas pelos traficantes. As instituições estão buscando isso, para mostrar à comunidade do Complexo do Alemão”, disse o coordenador do Núcleo do AfroReggae na região, Jorge Luiz Mendes.

A fila para receber os brinquedos foi grande. Um Papai Noel e assistentes entregaram bolas e bonecas para as crianças. Matheus da Silva dos Santos, de 12 anos, morador da Grota, foi pegar seu presente e comemorou a ocupação da comunidade pela polícia e pelos militares.

“Melhor para a gente porque saem os bandidos. Agora está mais calmo, a gente pode ficar mais tempo na rua. É bom para todo mundo esse presente, porque tem gente que pode ter a oportunidade de pegar brinquedos”, disse.

A Polícia Militar também realiza hoje uma série de atividades no Alemão e na favela vizinha da Vila Cruzeiro. Diversas brincadeiras e atividades esportivas são feitas nas quadras das comunidades. Estão previstos também a apresentação da Companhia de Cães da PM, passeios a cavalo, atendimento médico e dentário, além de palestras sobre prevenção às drogas.

Edição: Graça Adjuto

Leia também:

Acordo para organização do Exército no Alemão será firmado nesta quinta UPPs deverão permanecer em comunidades do Rio por 25 anos Moradores do Morro da Providência dizem que a vida pouco mudou desde instalação de UPP