Crescimento de cheques sem fundos em 2004 foi o menor em cinco anos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 2 de fevereiro de 2005 as 16:08, por: cdb

A participação dos cheques devolvidos pelos bancos por falta de fundos proporcionalmente ao volume de cheques compensados em 2004 foi a maior já registrada desde 1991, pela Serasa. Mas o crescimento da emissão desses cheques foi de 1,9%, o menor dos últimos cinco anos.

No acumulado de 2004, foram compensados 2,106 bilhões de cheques, dos quais 33,4 milhões não tinham fundos. Em 2003, dos 2,246 bilhões de cheques emitidos, 34,9 milhões eram sem fundos. A pesquisa mostra que, ao analisar dezembro, isoladamente, houve queda de 3% sobre o mês anterior. A cada mil cheques, foram devolvidos 15,8 cheques, contra 16,3 devolvidos em novembro.

Para os técnicos da Serasa, o aumento dos cheques sem fundos se explica pelo crescimento econômico e pela expansão de 22% na concessão de crédito a pessoas físicas. De acordo com os técnicos, o aumento também se explica pelo fato de os cheques pré-datados liderarem o sistema de vendas a prazo, pois têm custo operacional quase nulo para os lojistas em relação a outras modalidades.