Crescimento da produção industrial é sinal de recuperação do país, diz Palocci

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 10 de fevereiro de 2005 as 16:20, por: cdb

O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, disse hoje que o crescimento de 8,3% da produção industrial brasileira em 2004 é um bom sinal de recuperação do país. “O Brasil está se recuperando de forma equilibrada”, afirmou o ministro, depois de se reunir com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para debater a nova Lei de Falências.

Foi o melhor índice registrado desde 1986. Segundo a Pesquisa Industrial Mensal do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o desempenho favorável atingiu 21 das 27 atividades industriais, as quatro categorias de uso e 57 dos 66 subsetores.

Palocci explicou que a produção industrial tinha como base os bens duráveis, mas ressaltou que, nos últimos meses, a produção de bens semiduráveis ganhou força, o que mostra a recuperação do poder de compra do brasileiro.

O ministro disse que a Medida Provisória 232 não elevou a carga tributária. A MP 232 aumenta a base de cálculo do Imposto de Renda Pessoa Jurídica e da Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL) de 32% para 40% para as empresas de serviço que optam pelo regime de lucro presumido.

Segundo Palloci, apenas um tópico da MP altera a base de cálculo, o que não pode ser considerado um aumento da cobrança de impostos. Ele ressaltou que o governo mantém o “compromisso de ouro” de diminuir a carga que recebeu.