Cresce fila de caminhões proibidos de entrar no PR

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 22 de outubro de 2003 as 11:48, por: cdb

Caminhoneiros que transportam soja de Mato Grosso para o Paraná permanecem na divisa dos estados, aguardando autorização para entrar com a carga sem documentação que comprove se a soja é ou não transgênica. A situação é a mesma nas 28 barreiras sanitárias do estado.

Segundo o diretor do departamento de fiscalização e defesa agropecuária da Secretaria de Agricultura, Felisberto Batista, a expectativa é de resolver o impasse ainda hoje. Mas ele reiterou que o Paraná não abrirá mão de cumprir a legislação e defender seu interesse em se manter como zona livre de transgênicos. O Paraná é o único estado brasileiro que reivindicou até agora esta condição ao Ministério da Agricultura. Uma das alternativas estudadas, acrescentou o diretor, é descarregar a soja nos armazéns e lá fazer o teste.

Em Guaíra, na região Oeste do estado, há filas com 40 caminhões. Os motoristas passaram a noite no local, enfrentando chuva e falta de estrutura. Em Jacarezinho, os caminhoneiros avisaram que furariam o bloqueio mas desistiram e estão aguardando. Em Porecatu, Norte do estado, os motoristas reclamam da falta de comida, de instalações sanitárias e de um telefone para falar com as transportadoras responsáveis pelas cargas. Na divisa do Paraná com São Paulo, outros 50 caminhões estão parados em fila dupla, ocupando parte da pista.