CPMI encerra reunião; deputado quer meios para evitar empresas fantasma

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 29 de agosto de 2012 as 15:23, por: cdb

O vice-presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) do Cachoeira, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), disse que o relato do técnico em contabilidade Gilmar Moraes mostra a necessidade de haver “mecanismos mais efetivos para evitar a criação de empresas fantasma ou laranjas”.

Teixeira afirmou que Gilmar Moraes será levado diretamente à Polícia Federal para se inscrever em programa de proteção à testemunha. A reunião do colegiado foi encerrada há pouco.

O deputado Miro Teixeira (PDT-RJ) procurou tranquilizar o contador: “O Valdeir [Cardoso] deve saber que, se alguma coisa lhe acontecer, ele será o primeiro suspeito.”

Em depoimento hoje, Gilmar informou que vem sofrendo ameaças de Valdeir Cardoso, para quem ele deve R$ 7 mil.

Tempo real:17:17 – CPMI do Cachoeira começa a ouvir acusado de criar empresas fantasma17:10 – Cavendish utiliza direito de ficar calado e é dispensado de CPMI15:37 – Deputados querem que MP e TCU expliquem aditivo à obra do Rodoanel15:11 – Ex-diretor de estatal paulista reafirma inocência sobre denúncias14:05 – Ex-diretor da Dersa nega ter recebido dinheiro da Camargo Corrêa13:55 – CPMI do Cachoeira: ex-diretor da Dersa lista seus “detratores”13:26 – Depoente diz que a Delta só fez uma obra para a Dersa e sem irregularidades13:13 – Ex-diretor da Dersa se exime de culpa por acréscimo na obra do Rodoanel12:00 – Ex-diretor da Dersa-SP diz que nunca intermediou doações de campanha11:44 – Ex-diretor de estatal ligado ao PSDB se diz vítima de denúncias loucas e caluniosas11:09 – PT e PSDB fazem novo embate na CPMI do Cachoeira10:51 – CPMI localiza acusado de criar empresa fantasma e vai ouvi-lo ainda hoje10:27 – Ao chegar para depor, ex-diretor de estatal ligado ao PSDB diz que não é ameaçaReportagem – Tiago Miranda
Edição – Marcelo Oliveira