Corte de gratificação leva UFRJ à greve

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 9 de agosto de 2001 as 17:49, por: cdb

Os servidores da Universidade do Brasil (ex-UFRJ) reuniram-se, nesta quinta-feira, com o reitor José Henrique Vilhena para discutir o decreto do Governo que suspendeu o adicional de 26,05% referente a perdas causadas pelo Plano Verão

Os 18 mil funcionários da universidade farão nova assembléia segunda-feira para discutir a data da paralisação.

Em Niterói, a UFF permanece em greve, sem data para a volta às aulas. “E o governo quer mesmo este estado caótico na educação”, protesta uma professora.

– É a forma que o Ministério da Educação encontrou para reduzir as despesas com o setor – completa.