Corpo de Martinez será cremado em cerimônia discreta

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 6 de outubro de 2003 as 03:12, por: cdb

A família do presidente do PTB José Carlos Martinez confirmou, em entrevista coletiva na noite do último domingo, que o corpo do deputado deve ser cremado numa cerimônia discreta.
 
Ele será velado na Assembléia Legislativa do Paraná. O local onde serão jogadas as cinzas ainda não foi definido.

A expectativa dos familiares é de que o corpo seja resgatado e liberado para cerimônia até a tarde desta  segunda-feria. A família se mostrou emocionada na entrevista.
 
– Até hoje à tarde tínhamos esperança de achar um deles com vida – disse o irmão, Flávio Martinez.

Desde domingo, por volta de 10h, o avião pilotado por Cláudio Luiz da Luz e que levava o deputado José Carlos Matinez e seus amigos, André Surugi e João Luiz Goebel, estava desaparecido.
 
Equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Florestal encontraram os destroços do avião, por volta de 13h30 de hoje, quando já tinha sido localizado pelos radares do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo o Cindacta.

O tenente-coronel Nebez, porta-voz da Aeronáutica, em Brasília, disse que o Departamento de Investigação da Aeronáutica deverá levar, pelo menos, 90 dias para saber quais foram as verdadeiras causas do acidente.

Ele ressaltou que a investigação vai estudar os destroços do avião, a posição do radar e as condições meteorológicas no momento que aconteceu o acidente e que ainda não como saber se foi uma falha mecânica ou do piloto do avião.

O deputado José Carlos Martinez nasceu em São Paulo, tinha 55 anos e deixa quatro filhos. Exercia o quarto mandato pelo Estado do Paraná. Recentemente ocupava a presidência do Partido Trabalhista Brasileiro. No último ano, esteve à frente da campanha do candidato Ciro Gomes, atual ministro da Integração Nacional, à presidência da República.