Corpo de freira americana será velado no Pará

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 13 de fevereiro de 2005 as 09:52, por: cdb

O corpo da missionária religiosa americana Dorothy Stang será velado neste domingo em Altamira, a 700 quilômetros de Belém. O enterro está marcado para a segunda-feira em Anapur, 600 quilômetros a oeste do Pará. A missionária, naturalizada brasileira, que agia em defesa dos trabalhadores rurais em terras tomadas por madeireiras, foi assassinada com três tiros na manhã de sábado em uma provável emboscada.

O Ministério Público Federal vai pedir ao Supremo Tribunal de Justiça que o assassinato da irmã Dorothy seja considerado um crime contra os direitos humanos.

O Procurador Geral da República, Cláudio Fontelles, confirmou que vai abrir procedimento administrativo para federalizar as investigações sobre o crime. O procedimento é possível porque os crimes contra os direitos humanos passaram à competência federal depois da aprovação da Reforma do Judiciário, no final do ano passado.

Dorothy vinha enfrentando ameaças de mortes de fazendeiros da região, desde que começou um trabalho de apoio aos trabalhadores rurais, em 1997, que pretendiam executar projetos de assentamento adequados a conservação da Amazônia, os conhecidos PSD.