Corinthians x São Paulo: título pode ser definido no tribunal

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 22 de março de 2003 as 12:02, por: cdb

Corinthians e São Paulo fazem neste sábado, a partir das 18h, no Morumbi, uma final de Campeonato Paulista que pode terminar sem um campeão.

O confuso regulamento da competição permitiu que as duas equipes se sentissem no direito de jogar por dois resultados iguais. O Corinthians, por ter menor número de cartões vermelhos. O São Paulo, por ter melhor saldo de gols em toda a competição.

Nem mesmo o Comitê Executivo da Federação Paulista de Futebol conseguiu resolver a situação. Reunidos essa semana, os dirigentes _por 6 votos a 1_ definiram que o São Paulo seria o dono da vantagem. O Corinthians recorreu ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e suspendeu provisoriamente a decisão do comitê.

Na semana passada, o Corinthians venceu a primeira partida final por 3 a 2. Caso empate ou vença hoje, será campeão sem discussões. Em caso de vitória são-paulina por um gol de diferença, o campeão só deverá ser conhecido na Justiça. Se o São Paulo vencer por dois gols ou mais será campeão.

O técnico Geninho, do Corinthians, preferiu simplificar a confusa situação. Como o Corinthians venceu a primeira partida, basta um empate ou uma nova vitória para que o título fique no Parque São Jorge.

“Depois do primeiro jogo, a vantagem passou a ser do Corinthians. Podemos resolver a situação dentro de campo, sem influências externas”,
explicou.

“Muita coisa foi dita durante a semana, mas todos se esqueceram que o Corinthians só depende dele para ficar com o título. Vamos tentar ganhar o jogo para acabar com a confusão”, disse o zagueiro Fábio Luciano.

A única alteração do Corinthians será a entrada de Fumagalli na vaga de Leandro, que está suspenso. Geninho pensou em escalar o volante Fabrício ou o zagueiro César, mas optou por manter a estrutura da equipe.

Depois de perder dois títulos para o rival na temporada passada, o São Paulo entra em campo para provar que é um grande time. Palavra do goleiro Rogério Ceni. “Quais são os times do São Paulo que o torcedor guarda na memória? Aqueles que ganharam títulos, como em 1992, 1993 e 1998. Agora não é diferente: só as equipes vencedoras é que deixam seus nomes na história”, afirma o goleiro.

O time do técnico Oswaldo de Oliveira guarda um segredo antes de entrar em campo: o aproveitamento do meia Kaká, que ainda se recupera de uma lesão muscular na coxa direita. Durante os treinamentos da semana em Extrema-MG, o jogador só participou da última atividade com bola, um recreativo disputado ontem. “Tudo o que sei é que ele não tem condições de atuar durante 90 minutos. Agora, se ele sai jogando ou entra durante a partida, isso será decidido depois”, disse Oswaldo.

O time terá duas mudanças com relação àquele que foi derrotado na semana passada: Gabriel entra na lateral-direita, em lugar de Júlio Baptista, deslocado para o meio-campo. Gustavo Nery e Maldonado, suspensos, não jogam.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Gabriel, Júlio Santos, Jean e Fabiano; Fábio Simplício, Júlio Baptista, Ricardinho e Kaká (Itamar); Reinaldo e Luís Fabiano
Técnico: Oswaldo de Oliveira

CORINTHIANS
Doni; Rogério, Fábio Luciano, Anderson e Kléber; Vampeta, Fabinho e Jorge Wagner; Fumagalli, Liedson e Gil
Técnico: Geninho

Juiz: Salvio Espínola Fagundes Filho
Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (18h)