Coreanos e brasileira são presos em SP acusados de tráfico de mulheres

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 5 de junho de 2003 as 14:59, por: cdb

Uma brasileira e dois coreanos foram presos na noite da última quarta-feira, em hotéis do centro de São Paulo, acusados de tráfico de mulheres. Três vítimas seriam levadas para a Coréia do Sul, onde seriam submetidas a um regime escravo. Conforme a polícia, os acusados receberiam US$ 5.000 por cada “venda”.

Acusada de aliciar as garotas, Alexsandra de Jesus Santos, 23, foi detida no hotel Braston, na rua Martins Fontes. No mesmo local estavam as vítimas T.S.M., 20, E.D.M., 23, e I.R.S., 19. Em outro hotel do centro, policiais da Deatur (Delegacia de Atendimento ao Turista) localizaram os coreanos Bong Keun Park, 35, e Jung Sup Choi, 32.

A prisão ocorreu após denúncia da mãe de uma das meninas, de Foz do Iguaçu (PR), que já trabalhavam como prostitutas.

Passagem aérea

Duas das vítimas foram recrutadas por Alexsandra no Paraná. O grupo pagou passagem aérea para elas de Foz do Iguaçu para São Paulo, hospedagem e alimentação. A terceira vítima, que morava na Bahia, conheceu Alexsandra no centro da capital.

Segundo a polícia, as vítimas seriam impedidas de voltar ao Brasil e seriam mantidas em regime escravo, por meio de dívidas. Na Coréia, as mulheres ficariam sem os passaportes, seriam até trancafiadas e só poderiam andar acompanhadas por Alexsandra.

Policiais disseram que a acusada já trabalhou como prostituta na Coréia, onde adquiriu dívidas com integrantes do grupo de tráfico de mulheres. Ela teria voltado ao Brasil com o compromisso de aliciar outras brasileiras para serem levadas à Coréia.

Os coreanos estão presos na carceragem do 4º DP (Consolação) e Alexsandra, para o cadeião de Pinheiros.