Contratação na indústria cai 0,3% em março, revela IBGE

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 15 de maio de 2006 as 12:47, por: cdb

O número de contratações na indústria brasileira caiu 0,3% em março na comparação com fevereiro. Em relação a março do ano passado também houve queda no nível de emprego. O recuo foi de 0,9%, a sétima taxa negativa consecutiva, conforme divulgou  nesta segunda-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Ainda na comparação com março de 2005, as demissões atingiram nove dos 14 locais e dez dos 18 segmentos pesquisados. Rio Grande do Sul (-9,0%), a região Nordeste (-3,0%) e Paraná (-3,4%) foram os que mais demitiram.

Na indústria gaúcha, o maior número de demissões ocorreu no setor de calçados e artigos de couro (-21,2%). Na indústria nordestina, o maior impacto veio de alimentos e bebidas (-5,3%). No Paraná, o setor de madeira (-24,9%) foi o que mais demitiu.

De janeiro a março, o número de pessoas ocupadas no setor também caiu em relação ao mesmo período de 2005. A queda foi de 1,0% e atingiu 11 dos 14 locais pesquisados. Entre os 18 ramos de atividades investigados, 10 reduziram o número de admissões, com destaque para máquinas e equipamentos (de -4,5% para -8,4%) e produtos de metal (de 4,0% para 0,4%).

A Pesquisa de Emprego e Salário na Indústria mostra também que em março houve um recuo de 2,0% nos rendimentos recebidos pelos trabalhadores. Nos dois meses anteriores (janeiro e fevereiro), a folha de pagamento do setor avançou 7,9%. Em relação a março de 2005, os rendimentos caíram 0,8%. No primeiro trimestre do ano, a folha de pagamento acumulou crescimento de apenas 0,5%.