Construção de mais 22 navios revitaliza indústria naval

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 8 de janeiro de 2005 as 13:54, por: cdb

Edital de licitação para a construção de 22 navios lançado pela Transpetro – subsidiária da Petrobras – no final de 2004 tem como um de seus objetivos a recuperação da indústria naval do país. No valor de R$ 1,2 bilhão, as embarcações devem estar prontas no segundo semestre de 2006. Numa segunda fase serão encomendados outros 20 navios de grande porte para transporte de petróleo, gás e outros produtos.

– O programa de recuperação da indústria naval é um modelo da nova política de desenvolvimento porque ele transforma o poder de compra do Estado num processo de mobilização de universidades, empresas e entidades públicas que vai alavancar o crescimento do país – afirmou o ministro da Ciência e Tecnologia, Eduardo Campos, ao participar de reunião na quinta-feira em Recife (PE) com o grupo executivo criado para operacionalizar um acordo entre o MCT e a Transpetro.

O convênio entre a estatal e o ministério prevê a aplicação este ano de R$ 30 milhões em pesquisas e capacitação de mão-de-obra. Parte desses recursos são do Fundo Setorial de Transporte, do MCT.

O grupo executivo é formado por especialistas das universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), de São Paulo (USP) e Instituto de Pesquisas Tecnológicas (ITP), tendo ainda a participação de instituições de pesquisas e federações de indústrias da Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Pernambuco.

O presidente da Transpetro, Sérgio Machado, que também participou da reunião, informou que a taxa de nacionalização dos novos navios petroleiros será de 65% e que, nesta primeira fase serão gerados cerca de 20 mil empregos em níveis diversos. Um dos estaleiros para a construção das embarcações deve ser instalado em Suape (PE).