Constelação de estrelas faz Semana de Paris ainda mais ousada que Milão

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 4 de outubro de 2002 as 20:47, por: cdb

O estilista John Galliano, responsável pelo desfile da Christian Dior na Semana de Moda de Paris, mostrou suas criações com uma constelação de tops brasileiras – como Gisele Bündchen e Adriana Lima. O desafio da platéia, porém, foi descobrir quem era quem embaixo de tanta maquiagem.

Para disfarçar o time de brasileiras, que também incluiu Ana Beatriz Barros, Raquel Zimmerman e Michelle Alves, Galliano abusou do brilho e da maquiagem pesada. Os cílios postiços enormes, sobrancelhas desenhadas e até toucas para prender cabelos fizeram parte da estratégia do estilista para criar um visual com forte influência das ruas e de letras do Sex Pistols.

Seguindo a forte tendência que embalou Nova York e Milão, Paris abriu sua Semana de Moda com os corpos em evidência. Que o digam as tops brasileiras com suas curvas generosas! Galliano abusou dos tecidos esvoaçantes e grandes proporções. Cortes estratégicos, fendas e decotes delineiam o corpo da mulher. Mas nada de roupas justíssimas. O estilista ousado criou uma mulher sensual sem negar o conforto e individualidade.

Ele vestiu modelos como drag queens. Elas foram reduzidas a paródias de feminilidade, cambaleando pela passarela sobre saltos plataforma. Não faltaram estrelas de Hollywood no desfile de Galliano, intitulado “Hardcore Glamour”.

Penelope Cruz, Christina Ricci, Laura Dern e Rosanna Arquette, entre outras, puderam ficar espantadas em primeira mão com as saias microscópicas e as tangas fluorescentes que literalmente deixavam tudo de fora.

Se é verdade que as bainhas das saias sobem e descem acompanhando as bolsas de valores, então Galliano deve estar apostando numa recuperação econômica maciça até a próxima primavera européia. Os convidados no desfile falavam da possibilidade de uma guerra americana contra o Iraque, mas Galliano os fez mudar de assunto com modelitos frívolos que traziam à mente imagens de showgirls tentando sair das tendas de soldados sem ser vistas.

Assim, uma jaqueta militar verde-oliva aparecia jogada sobre um vestido de chiffon transparente com arremates em plumas de avestruz, enquanto calças cargo de seda cáqui eram usadas com um sutiã de lamê prateado e nada mais. Se é verdade que Galliano continua a ser alvo dos críticos, também é verdade que ele continua sendo o príncipe herdeiro do grupo de luxo LVMH.

Apesar do clima prevalecente de estagnação econômica, as vendas nas butiques Christian Dior subiram 44% no primeiro semestre de 2002. “Achei o desfile fantástico, irreverente, belo de um jeito circense, exagerado”, disse a atriz americana Claire Danes, após o desfile. “Um evento como este tem que ser assim mesmo, sem restrições”.

A Dior vai lançar seu novo perfume, “Dior Addict”, com um espetáculo com showgirls que terá lugar no cabaré Lido, na Champs Elysées, em Paris.