Conferência sobre transações interbancárias reúne no Rio executivos de finanças de vários países

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 25 de junho de 2012 as 14:33, por: cdb

Alana Gandra
Repórter da Agência Brasil

Rio de Janeiro – Mais de 250 executivos do setor financeiro do Brasil, da América do Sul, dosa Estados Unidos, da China, Bélgica e Espanha estão reunidos, na capital fluminense, na 1ª Conferência Regional da América Latina da Sociedade Global de Transações Financeiras Interbancárias (da sigla em inglês Swift).

A Swift e uma cooperativa de instituições financeiras de todo o mundo para o envio de mensagens de transações internacionais. Os executivos vão discutir até amanhã (26) temas ligados à infraestrutura de mercado e questões pontuais de interesse das empresas, como sanções, tecnologia bancária e impactos regulatórios sobre o setor financeiro.

A América Latina é considerada estratégica para a Swift, e o Brasil inaugura a conferência que seguirá, anualmente, para cada país da região, reunindo representantes da comunidade financeira, de bancos centrais e grandes bancos nacionais e estrangeiros.

A diretora da entidade para a América do Sul, Christina Hutchinson, disse à Agência Brasil que serão abordados também, durante o evento, os desafios do Brasil diante da crise “para manter o crescimento sustentável para os próximos anos” e as tendências de crescimento latino-americano.

A crise internacional, que afeta sobretudo a Europa, está presente em diversos painéis. Um dos debates abordará o aprendizado da atual crise econômica para a integração do mercado na América Latina.

A Swift opera em 210 países e atende a dez mil instituições financeiras e empresas do mundo. Do total de transações interbancárias feitas pela cooperativa, em abril deste ano, 49,4% foram no mercado de pagamentos. O tráfego de informações da cooperativa teve, em abril passado, seu maior volume (67,6%) para a Europa, África e o Oriente Médio.

 

Edição: Aécio Amado