Condoleeza e Straw tentam reverter impasse político

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 2 de abril de 2006 as 12:52, por: cdb

Secretária de Estado norte-americana, Condoleezza Rice e o ministro do Exterior da Grã-Bretanha, Jack Straw, chegaram a Bagdá em segredo, neste domingo, em viagem dramática para tentar romper um impasse na formação de um governo de união que possa evitar uma guerra civil. Um dia depois que figuras importantes da Aliança Xiita, que domina o governo, romperam com o primeiro-ministro Ibrahim al-Jaafari, Rice e Straw vão aumentar a pressão para o polêmico premiê renunciar.

Autoridades dos EUA e da Grã-Bretanha questionam a capacidade de Jaafari de unir e liderar os iraquianos. Os militares norte-americanos informaram neste domingo que dois pilotos desaparecidos com um helicóptero ao Sul de Bagdá no sábado são dados como mortos e que provavelmente foram derrubados, um sinal da violência dominante no Iraque.

O tensão pôde ser sentida nos sorrisos frios e na linguagem corporal durante a primeira conversa entre Rice e Jaafari. Mas a viagem de dois dias não deve ter resultados práticos –tanto os líderes iraquianos, quanto os estrangeiros, não querem dar a impressão de que Washington e Londres estão impondo um novo líder no lugar de Jaafari, que foi eleito.

– O fato de debatermos com a liderança iraquiana é um sinal da urgência da necessidade de um governo de união nacional – disse Rice a repórteres.

Ela foi visivelmente mais amistosa no encontro com o vice-presidente, Adel Abdul Mahdi, que é candidato a primeiro-ministro se Jaafari renunciar.

– Como vai? É ótimo ver você – disse ela.

Com a proximidade das eleições nos EUA, em novembro, o presidente George W. Bush quer demonstrar progresso no Iraque e uma perspectiva de início da volta dos soldados norte-americanos. Mas o crescimento da violência entre facções religiosas nas últimas seis semanas, desde a explosão em um templo xiita em Samarra, lançou dúvidas sobre a estabilidade no Iraque.