Comunidade Andina de Nações expressa satisfação sobre conflito Colômbia-Venezuela

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 29 de janeiro de 2005 as 18:59, por: cdb

O secretário-geral da Comunidade Andina de Nações (CAN), Allan Wagner, expressou neste sábado “sua satisfação” pela solução do conflito diplomático entre Colômbia e Venezuela e a normalização das relações entre ambos os países andinos.

– Este acordo demonstra a efetividade dos órgãos andinos, a plena vigência da lei comunitária e as vantagens oferecidas pelos espaços andinos de negociação e diálogo – disse Wagner.

O principal funcionário da CAN considerou que o desejo demonstrado pelos dois governos de solucionar o incidente em breve é “um claro sinal da decisão comum de aprofundar o processo de integração e fortalecer sua contribuição para a construção da Comunidade Sul-americana de Nações”.

Wagner também estendeu sua felicitação ao chanceler peruano, Manuel Rodríguez, que intermediou no conflito colombiano-venezuelano e facilitou sua solução, em sua condição de presidente do Conselho Andino de Ministros de Relações Exteriores. Opinou que Rodríguez “contribuiu decisivamente à superação do incidente”.

O ministro peruano de Exteriores anunciou ontem, sexta-feira, em Lima, o acordo ao que chegaram Colômbia e Venezuela e disse que o conflito “foi solucionado para felicidade da América Latina”.

Os chanceleres da Colômbia, Carolina Barco, e Venezuela, Alí Rodríguez, se reuniram em duas ocasiões na capital peruana na quinta-feira passada para buscar uma solução, mas certas divergências frustraram um entendimento.

Ambos os países entraram em conflito pela captura do “chanceler” das guerrilheiras Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) Rodrigo Granda.

Enquanto o governo venezuelano sustentou que Granda foi seqüestrado em Caracas, em uma violação da soberania do país, o colombiano defendeu que o guerrilheiro foi detido na cidade de Cúcuta, na fronteira com a Venezuela, e que a detenção foi possível graças a uma recompensa.

A Comunidade Andina é integrada por Bolívia, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela.