Comércio está pessimista quanto às vendas na Páscoa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 8 de abril de 2004 as 09:25, por: cdb

Levantamento realizado pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP) junto a cem comerciantes percebeu que o varejo estã pessimista quanto ao desempenho das vendas nesta Páscoa. Entre eles, 41% acreditam que o faturamento na data deverá ficar abaixo da meta atingida no ano passado.

Entre os produtos consignados na pesquisa há ítens não relacionados apenas às festividades. Já um terço dos lojistas ouvidos acredita que o desempenho será semelhante ao do ano anterior. Entre os mais otimistas, 26%, persiste a crença de que a receita será melhor no período.

Na Páscoa do ano passado, ainda segundo a previsão dos lojistas, a expectativa era maior era quanto à forma de pagamento das compras. Enquanto em 2003 esperava-se pagamento à vista, este ano o cartão de crédito deverá ser o meio mais utilizado. A intenção do consumidor, também medida por esta pesquisa, é de gastar em média R$ 19,87, enquanto que ano passado a quantia despendida com presentes não passou de R$ 13,29.

Segundo dados da Fipe, os ovos de chocolate tiveram um aumento de preço neste ano que varia entre 9% a 10% em relação à última Páscoa. A inflação no acumulado de 12 meses não chegou a 5%.

Se os resultados na Páscoa de 2004 não forem o esperado, o setor varejista terá amargado mais uma oportunidade de faturamento melhor com ruins ou péssimos desempenhos. O Dia das Mães, o Dia dos Pais e o Natal de 2003 tiveram resultados piores do que em 2002.