Começa em Nova York a distribuição do óleo financiado por Chávez

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 7 de dezembro de 2005 as 11:48, por: cdb

Uma companhia de petróleo controlada pelo governo da Venezuela estendeu a Nova York mais um capítulo da guerra desenvolvida na mídia entre os presidentes da Venezuela, Hugo Chávez, e dos EUA, George W. Bush. Começou, nesta quarta-feira, um programa de distribuição de óleo de calefação a baixo custo a famílias pobres dos Estados Unidos. No Bronx, a Citgo venderá mais de 30 mil metros cúbicos do combustível, com 40% de desconto, até 1 de abril de 2006.

Os primeiros beneficiários foram três organizações sem fins lucrativos que, por sua vez, redistribuíram o combustível a 75 prédios de um condado onde vivem cerca 8 mil pessoas. O programa, que começou em Boston, Massachusetts, há duas semanas, conta com a participação de organizações humanitárias locais. O governo venezuelano diz que o objetivo é ajudar famílias pobres a atravessar o rigoroso inverno no hemisfério Norte.

Chávez

A Citgo, uma subsidiária da estatal venezuelana PDVSA, tem uma rede de 14 mil postos de gasolina nos Estados Unidos e separou 45 milhões de litros de combustível para o programa de distribuição a preços abaixo dos praticados no mercado. A idéia é do presidente venezuelano, Hugo Chávez, que, em uma visita a Cuba, em agosto, se ofereceu a ajudar os pobres americanos afetados pelo furacão Katrina.

A Venezuela é o principal fornecedor do óleo de calefação consumido nos Estados Unidos durante o inverno. Os primeiros galões foram entregues na cidade de Quincy, perto de Boston, às vésperas do feriado de Ação de Graças. Além de residências, o programa deverá atender centenas de escolas, creches e hospitais.

Segundo o analista da BBC para a América Latina Simon Watts diz que, apesar dos seus benefícios humanitários, o programa é claramente formulado para retratar o governo Bush como insensível e Chávez como o potencial salvador da região. Chávez é alvo de ataques freqüentes do governo de George W. Bush, e a doação de óleo de calefação barato é um novo capítulo na disputa entre os dois presidentes.