Começa a dragagem da Lagoa Rodrigo de Freitas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 28 de abril de 2006 as 11:27, por: cdb

 O governo do estado liberou R$ 3.776.551,00 para a dragagem da raia da Lagoa Rodrigo de Freitas, fundamental para a realização das provas de remo e canoagem dos Jogos Pan-Americanos de 2007. As obras começarão na terça-feira e serão executadas pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, através da Serla (Superintendência Estadual de Rios e Lagoas).

Segundo a secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Ângela Fonti, a dragagem deixará com 3,5 metros de profundidade os dois mil metros de extensão da raia da Lagoa usada para as provas. A profundidade mínima exigida pelo COI (Comitê Olímpico Internacional) é de 3 metros.

– Assim, teremos a garantia de que não haverá problemas. A profundidade estabelecida de três metros é para que os barcos atinjam a velocidade máxima, podendo até quebrar recordes – acrescenta a secretária.

Segundo o diretor de Obras da Serla, José Carlos Pinto, a raia no meio da Lagoa até tem os três metros de fundura, mas os primeiros 500 metros estão com dois metros e os 500 metros finais, só com 80 centímetros.

De acordo com o presidente da Serla, Ícaro Moreno Júnior, a obra irá proporcionar uma situação favorável para que as embarcações tenham um bom rendimento.

– A raia a ser dragada é a mesma habitualmente utilizada para as competições de remo – afirmou Ícaro, acrescentando que a dragagem não trará qualquer dano ambiental à Lagoa.

A licitação para a dragagem da raia terminou em março com a escolha da empresa Dratec Engenharia Ltda. O prazo contratual para entregar a obra é de seis meses, mas, no máximo, até agosto o trabalho estará pronto.

– Em outubro, haverá uma apresentação de remo na Lagoa como teste – disse o presidente da Serla.