Comboios parados no próximo sábado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 29 de novembro de 2012 as 13:39, por: cdb

Os trabalhadores da CP fazem greve no próximo sábado, pelo que a maioria dos comboios deve ser suprimida. Diversos sindicatos convocaram novas greves às horas extraordinárias até janeiro de 2013. Os trabalhadores protestam contra os cortes de salários, subsídios e pagamento das horas extraordinárias, contra a anulação do pagamento do trabalho prestado em dia feriado e em defesa do contrato coletivo. Artigo |29 Novembro, 2012 – 18:29 Greve dos trabalhadores da CP vai paralisar comboios no próximo sábado – Foto de Paulete Matos

António Medeiros, presidente do Sindicato Nacional dos Maquinistas (SMAQ), disse à agência Lusa que o prolongamento do protesto, com a convocação de novas greves, decorre de “não ter havido nenhuns desenvolvimentos ou negociações, quer internamente, quer com a secretaria de Estado dos Transportes”.

António Medeiros diz que está em causa “a anulação do acordo coletivo de trabalho e o não-pagamento do trabalho prestado em dia feriado” e declara: “Recusamo-nos a trabalhar sem pagamento, a custo zero. Já pagamos os nossos impostos e a crise e não estamos disponíveis para sermos sujeitos à anulação do nosso contrato coletivo”.

A greve dos trabalhadores da CP e da Refer levará a que no próximo sábado, feriado de 1 de dezembro, seja suprimida a maioria dos comboios.

A CP diz que além de prever a supressão da maioria dos comboios no próximo sábado, espera ainda que hajam atrasos e supressões nos dias 30 de novembro e 2 de dezembro.

Desde junho de 2012, que os maquinistas e outros trabalhadores da CP fazem greve ao trabalho em dia feriado em protesto contra as alterações introduzidas pela revisão ao Código do Trabalho, que reduziu em 50% o valor pago pelo trabalho em dia feriado.

A atual greve às horas extraordinárias e aos dias feriados está convocada até dia 18 de dezembro de 2012 e, entretanto, o SMAQ e outros sindicatos já anunciaram a entrega de novos pré-avisos de greve até janeiro.

O SMAQ entregou pré-avisos de greve às horas extra e dias feriados para os períodos de 1 a 18 de dezembro e de 18 de dezembro a 2 de janeiro.

Para além do SMAQ, convocaram greves vários outros sindicatos representativos dos trabalhadores ferroviários: O Sindicato Independente dos Operacionais Ferroviários e Afins (SIOFA), o Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Setor Ferroviário (SNTSF) e a Associação Sindical das Chefias Intermédias de Exploração Ferroviária (ASCEF) emitiram pré-avisos para o período de 1 a 31 de dezembro; o Sindicato Nacional dos Ferroviários e Afins (SINFA) para 4 a 31 de dezembro e o Sindicato Ferroviário da Revisão Comercial e Itinerante (SFRCI) entre 6 de dezembro e 6 de janeiro.