Com emissões de CO2 crescendo, ONU realiza Conferência de Mudanças Climáticas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 26 de novembro de 2012 as 09:50, por: cdb

(1’28” / 342 Kb) – As emissões mundiais de dióxido de carbono (CO2) aumentaram cerca de 20% desde o ano 2000. As metas estabelecidas pela comunidade internacional não foram cumpridas, e o atual nível de emissões está 14% maior do que o índice estabelecido para 2020. Os dados divulgados este mês pelo Programa da ONU para o Meio Ambiente (Pnuma) antecipam as discussões da 18ª Conferência das Nações Unidas para o Clima (COP18), que ocorre a partir desta segunda-feira (26).

Reunidos em Doha, capital do Catar, representantes de mais de 190 países debatem até o dia 7 de dezembro o que fazer para diminuir os efeitos provocados pelas fortes mudanças de temperatura do planeta.

Entre as pautas, uma segunda rodada de compromissos do Protocolo de Quito acontece na COP 18. Porém, aponta-se que o alcance desse acordo será simbólico. Assinado por mais de 180 países, o tratado passou a valer em 2005, com metas e limites de emissão de gases para os países desenvolvidos.

O Banco Mundial também já alertou que o planeta pode ficar 4ºC mais quente até o final do século, a meta era de 2ºC. Isso pode trazer consequências como ondas de calor extremo, diminuição dos estoques mundiais de alimentos e elevação do nível do mar. Segundo o órgão, todas as regiões do mundo sofreriam males, mas o relatório constata que os pobres são os que mais sofrerão.

De São Paulo, da Radioagência NP, Vivian Fernandes.

26/11/12

Apenas três estados têm meta de redução de gases do efeito estufa94% dos brasileiros temem consequências das mudanças climáticas