Coluna do Sérgio Nogueira Lopes

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 28 de janeiro de 2005 as 12:06, por: cdb

 

Surrealismo
A Câmara dos Deputados está empurrando com a barriga a indicação  do senador Luiz Otávio (PMDB-PA) para o Tribunal de Contas da União  (TCU). Já faz dois anos que o ilustre parlamentar foi indicado pelo  Senado, mas o referendo da  Câmara. Os deputados resistem, porque Luiz Otávio é réu de processo no Supremo, relacionado ao BNDES. Enquanto isso, o lugar no TCU continua vago. O caso   é uma mostra do surrealismo que caracteriza a política em nosso país.
 
Engano
Era só o que faltava. Em Ramlé, perto de Tel-Aviv, o túmulo de Harry  Potter virou atração turística. Ramlé é uma das cidades israelenses onde  convivem judeus e árabes. O cemitério passou a ser recomendado aos  turistas desde que aumentaram as visitas ao túmulo de Harry Potter,  soldado britânico que morreu aos 19 anos em uma batalha na Cisjordânia,  há 66 anos, quando a Palestina ainda vivia sob o domínio do Reino Unido.  Os turistas pensam que o soldado é o Harry Potter da série “O senhor dos  anéis”.

Participação
A Justiça do Trabalho acaba de decidir uma questão polêmica, ao garantir  ao trabalhador o direito à participação dos lucros depois de demitido,  mesmo quando há acordo entre a empresa e os empregados excluindo essa  possibilidade. O acórdão beneficia um ex-funcionário da Philip Morris  Brasil que foi demitido oito dias antes da distribuição dos lucros. A  decisão é do Tribunal Superior do Trabalho e não há possibilidade de  recurso. Nem de aumento de emprego no país. A Justiça do Trabalho com seus excessos de zelo  passa a ser uma das maiores inimigas dos desempregados.

Reeleição
Assim que acabar o recesso, a Câmara vai decidir a emenda constitucional  do deputado Márcio Bittar (PPS-AC) que obriga presidente, governadores e  prefeitos a pedirem licença dos mandatos a partir da homologação de suas  candidaturas à reeleição. O retorno do candidato só será permitido após a  divulgação oficial do resultado ou após a oficialização de renúncia da
 candidatura. Não há dúvida de que o projeto é justo. Mas será aprovado?

De volta
O deputado Beto da Reta (PSC) já deixou a Assembléia Legislativa, onde  nem esquentou a cadeira, pois ficou menos de um mês no mandato. Beto da  Reta volta a ser primeiro suplente de seu partido, porque o titular,  Marco Figueiredo, reassumiu na Alerj depois de um ano à frente da  Secretaria de Desenvolvimento da Baixada e da Região Metropolitana.  Figueiredo foi vereador em Duque de Caxias antes de chegar à Assembléia,  onde está cumprindo o segundo mandato.

Tietagem
O premiado diretor Martin Scorsese é um dos maiores tietes do cantor Bob  Dylan. Em 1978, ele filmou “The Last Waltz” (lançado no Brasil como “O  Último Concerto de Rock”) sobre o grupo americano The Band, que  acompanhava Dylan nos anos 60. Agora, está trabalhando em um filme sobre o  próprio Dylan, a ser exibido em meados deste ano na televisão pública  americana. Scorcese, aliás, é um mestre em filmar musicais.

Insônia
Pela tradição, o partido com a maior bancada na Casa – que atualmente é o PT –  tem o direito de indicar o nome para presidir a Câmara. Essa tradição, no entanto, não impede o lançamento de candidaturas avulsas. O candidato oficial do Planalto e do PT é o deputado Luiz Eduardo Greenhalgh(PT-SP), que não dorme direito há dois meses, desde que surgiram quatro candidaturas dissidentes. A eleição será dia 14, com voto  secreto. Haja coração.