Colômbia vence Nova Zelândia de virada

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 20 de junho de 2003 as 15:57, por: cdb

A seleção da Colômbia ficou, nesta sexta-feira, perto da eliminação na Copa das Confederações. A equipe dirigida por Francisco Maturana saiu perdendo, mas conseguiu a virada e derrotou a Nova Zelândia por 3 a 1, pelo Grupo A da competição.

Com esse resultado, a Colômbia recuperou-se da derrota para a França logo na estréia e marcou seus primeiros 3 pontos. Agora, a equipe sul-americana vai decidir vaga para as semifinais, no domingo, contra o Japão, em Saint-Etienne. A Nova Zelândia, com a derrota, está eliminada.

Em um primeiro tempo com poucas emoções, quem levou a melhor foi a Nova Zelândia. Após troca de passes na linha da intermediária, a bola sobrou para Raf de Gregorio, que arriscou chute e acertou o canto esquerdo do goleiro Córdoba, aos 27min.

Na etapa final, a Colômbia voltou determinada a conseguir a virada, pois era o único resultado que lhe interessava. E a meta do time sul-americana começou a se configurar aos 14min, quando Jorge Lopez acertou chute de fora da área para empatar. Antes de entrar, a bola desviou na cabeça de um defensor.

Depois de fazer o primeiro gol depois de seis partidas de jejum, a Colômbia dominou a partida com maior tranqüilidade. Mesmo assim, demorou para conseguir a virada, por meio de Yepez, aos 30min. Ele dominou a bola na entrada da área, girou o corpo e acertou chute fraco no canto esquerdo.

Como a classificação para as semifinais pode ser decidida por saldo de gols, a Colômbia partiu para cima e ainda conseguiu fazer o terceiro. Depois de tabelar com Aristizábal, o meia Giovanni Hernandez, principal articulador ofensivo da equipe, arriscou chute de fora da área e acertou o ângulo direito, aos 40min.

Até o fim da partida, a Colômbia não desistiu e perdeu boas oportunidades. Em uma delas, aos 44min, Aristizábal ficou de frente para o goleiro, que fez boa defesa no canto direito. O atacante do Cruzeiro já havia perdido uma chance debaixo do gol, depois de receber cruzamento de Hernández.