Colômbia paga por informações sobre líder rebelde

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 13 de janeiro de 2005 as 05:27, por: cdb

O governo da Colômbia admitiu que pagou caçadores de recompensa para obter informações sobre o paradeiro de um líder rebelde escondido na Venezuela.

A admissão é feita em meio às pressões do governo venezuelano, que alegava que Rodrigo Granda, considerado uma espécie de embaixador das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), havia sido sequestrado.