Cnen descarta urânio como causa de câncer na Amazônia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 3 de junho de 2003 as 09:09, por: cdb

Técnicos da Comissão Nacional de Energia Nuclear (Cnen) estarão na Região Amazônica, de 9 a 13 de junho, medindo e avaliando a radiação de urânio, para apresentarem conclusões sobre medições anteriores já realizadas na região. Os primeiros estudos realizados pelo técnicos no local apontam níveis radioativos dentro da média mundial, “não havendo, portanto, razões para considerá-los como causa de supostos aumentos dos casos de câncer na região.

A presença dos técnicos da Cnen na região amazônica se deve à suspeita de que a radiação emitida pelo urânio do subsolo amazônico pudesse estar causando o aumento do número de moradores com câncer na cidade de Monte Alegre, na região do Baixo Amazonas, interior do Pará. O assunto chegou a ter amplo espaço no ano passado nos meios de comunicação, o que levou o prefeito da cidade a solicitar um parecer da Cnen.

Embora ainda vá fazer novas medições na área, a Cnen descarta que a “radiação natural de Monte Alegre esteja prejudicando a saúde da população local, pois os níveis de radiação natural na cidade do interior do Pará são semelhantes aos registrados em várias outras cidades do Brasil e do Mundo”.