Clubes europeus querem investigação na FIFA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 2 de abril de 2004 as 11:35, por: cdb

 Os principais clubes de futebol da Europa, irritados por terem que liberar seus jogadores para as seleções nacionais, conseguiram nesta sexta-feira fazer com que a comissão de competição da Suíça abrisse uma investigação na Fifa.

A comissão, que investiga se uma entidade tem o direito ou o poder de impor uma regra, afirmou que deu início a uma investigação preliminar na Fifa, que fica em Zurique, depois que o G-14 fez uma reclamação oficial sobre as regras que regem a liberação de jogadores para suas seleções.

“Essa reclamação diz respeito a pontos de disputa entre clubes e seleções, particularmente a questão de os clubes liberarem de graça jogadores para as seleções que disputam competições organizadas pela Fifa”, disse a comissão.

A medida do G-14 é um grande passo na disputa entre clubes e países e vai irritar a Fifa, que acredita que o esporte deve resolver seus próprios problemas sem o auxílio de outras entidades.
O G-14, que representa clubes como Real Madrid, Manchester United e Bayern de Munique, quer que a Fifa e a Uefa compensem os clubes por liberarem jogadores para outros campeonatos.

De acordo com as regras da Fifa, os clubes têm que liberar os jogadores para um certo número de jogos por ano e grandes torneios. “Nós sempre tentamos não ter que ir tão longe, mas estamos tentando defender os interesses dos clubes”, disse uma fonte próxima ao grupo. 

Os clubes pagam aos principais jogadores altos salários e querem uma participação nas enormes rendas de torneios como a Copa do Mundo e a Eurocopa, que acontecerá em Portugal em junho. Um porta-voz da Fifa recusou-se a comentar o anúncio da comissão. Não se sabe quanto tempo a investigação vai durar.

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse em dezembro que não discutiria a questão da compensação com os clubes. Blatter adotou recentemente um calendário internacional, com datas específicas para amistosos e jogos classificatórios, reduzindo o impacto sobre clubes e lhes dando mais condições de planejamento.

Entretanto, o calendário tem irregularidades e os clubes ficam irritados quando jogadores perdem partidas importantes por causa de lesões sofridas enquanto estão com a seleção ou por demorarem para voltar.

O G-14 também quer que os clubes estejam envolvidos na confecção do calendário. Neste ano, após a Eurocopa de 2004 acontecem a Copa América, a Copa Asiática e as Olimpíadas.